Como É Ser e Como Fazer Para Ser Piloto

Ser piloto é desfrutar de uma vida de bons hotéis, viagens interessantes a toda hora, conhecer lugares - um diferente do outro a cada dia -, fazer viagens internacionais, beber e comer nos melhores restaurantes do mundo, usar um belo uniforme, viver uma vida repleta de reconhecimentos. Afinal, você é um cara importante, sabe pilotar um avião, coisa que não é comum no cotidiano das pessoas. Ser piloto é ter um ótimo salário, ser praticamente rico, ter do bom e do melhor, andar sempre de carrões zero km. Ser piloto é tudo isto. Engano seu, não é tudo isto.

Poucos chegam aos patamares citados acima. Talvez 10% dos pilotos conseguem uma parte daquilo que foi dito, mas depois de muito tempo de profissão e com muita sorte. Afinal, não existem lugares para muitos pilotos nestas condições.

Ser piloto é fácil para quem tem uma condição financeira razoável, ou pelo menos que tenha um salário razoável e não necessite sustentar uma família ou casa. Ser piloto é uma missão árdua para muitos que buscam esta realização. Ser piloto é tirar uma carteira que permita voar, mas pilotar profissionalmente é outra história. Ser piloto em uma companhia aérea é seguir uma escala - você terá seus dias de folga, conseguirá se programar de acordo com sua escala -. Mas para um piloto executivo, por exemplo, a história já muda totalmente, tendo seus prós e seus contras.

Pilotar na aviação executiva requer muita paciência, humildade e aceitação de muitas coisas no dia a dia que não fazem parte de suas funções como piloto, mas para um bom censo de manter-se pilotando, estas tarefas se tornarão parte do seu cotidiano. Ser piloto é organizar documentos, gerenciar a aeronave que voa, programar manutenções, escolher a oficina com melhor custo benefício. É conferir notas fiscais, é cotar valores. Ser piloto é manter a aeronave em ótimo estado, pois seu patrão pagou milhares de dólares e a deixou sob sua responsabilidade.

Ser piloto é estar à disposição 24 horas por dia durante 7 dias na semana, afinal você poderá ser acionado inclusive no dia do seu aniversário, no dia do aniversário do seu filho, da sua esposa, da sua mãe, do seu pai. Você poderá estar em um restaurante, em um casamento, em qualquer lugar, e seu celular tocar. Você atenderá e seu patrão simplesmente lhe fala, "- Prepara o avião para tal lugar que quero decolar daqui 3 horas ou menos." Lá vai você correndo para casa pegar sua mala, que por muitas vezes já estará pronta no porta malas do carro, junto com seu uniforme, e você se trocará no hangar. Durante seu trajeto para o aeroporto fará o plano de voo por telefone, solicitará para que o pessoal de pista do hangar coloque o avião na rampa e pedirá combustível. Lembrando que antes de tudo isso você já deixou o avião preparado para um provável próximo voo, você já foi ao mercado e comprou as bebidas, chocolates, bolachas e tudo o que seu patrão gosta de consumir durante um voo. Sorte que você voa "na frente do avião". Imagine fazer tudo isso de ultima hora!

Ser piloto é realmente ter paciência e estar preparado para acasos, porque depois de toda essa correria, seu patrão liga em seu celular e simplesmente cancela o voo ou muda para o próximo dia. Então toda a correria e o abandono do compromisso por onde estava foi em vão. Mas ser piloto é saber que sua vida é assim. Então, quando escolhe esta profissão, não pode reclamar. Ser piloto é carregar e descarregar as malas da aeronave, é também pilotar um carro e levar seu patrão onde ele pedir em muitos casos. É estar na fazenda dele e comandar a churrasqueira; é reabastecer a aeronave com as próprias mãos; é andar pela pista para procurar algo que possa comprometer sua decolagem; é colocar e retirar capas; é voar por 2 ou 3 horas e ficar 4 dias parado esperando a hora de voltar, ou até mesmo voar durante 40 minutos e ficar alguns dias aguardando a volta ou o próximo voo, podendo ser a volta ou mais uma perna de ida para algum lugar. Ser piloto é procurar uma aeronave nova para seu patrão trocar. É conseguir vender a antiga. É estudar o manual da nova aeronave. É ficar 30 dias fazendo flight safety em outro país enquanto sua família está aqui te aguardando. Ser piloto é preencher planilhas, cadernetas, diários de bordo, documentos. Enfim, ser piloto é muito mais do que pilotar. Afinal, pilotar faz parte do “ser piloto“.

Mas uma coisa é certa. Dê graças a Deus quando você consegue a oportunidade de fazer tudo isso. Faça com prazer, com amor e nunca reclame, pois do lado de fora do seu cockpit existem muitos pilotos que adorariam estar fazendo tudo isto, mas não conseguem uma oportunidade. E quando conseguem, reclamam, reclamam, reclamam e acabam por perder seus postos. Somente agradeça e faça tudo de coração. Você está empregado e voando!

Como se tornar piloto?

Se tornar um piloto é uma tarefa que requer muita dedicação, estudo e dinheiro.

Temos algumas fases, sendo elas:

  • PP ( Piloto Privado )
  • PC ( Piloto Comercial )
  • INVA ( instrutor de voo )
  • PPH ( Piloto Privado de Helicóptero )
  • PCH ( Piloto Comercial de Helicóptero )
  • INVH ( instrutor de voo de helicóptero )

Os procedimentos para Avião e Helicóptero são muito semelhantes. O que muda, além da questão operacional, são os custos (geralmente mais elevados para helicóptero).

Iniciando pelo teórico do PP - que não é obrigatório, mas na minha opinião deveria ser, pois existem inúmeros procedimentos e conhecimentos que seriam muito mais eficazes se ensinados por um instrutor, para esclarecer de forma mais didática -. Durante o teórico do PP, o aluno deverá realizar exames médicos no HASP ou clinica credenciada para tirar seu CMA (certificado médico aeronáutico). Este será seu passaporte para iniciar suas tão sonhadas horas de voo após ser aprovado na prova da ANAC. Esta prova será realizada após a conclusão do curso teórico. Assim, sendo aprovado, iniciará sua vida de aeroclube e terá que voar na prática umas 40 horas aproximadamente. Há quem voe 35, mas, particularmente, poucos ficam aptos ao check com o mínimo de horas. Muitas missões serão feitas durante este período, algumas com perfeição outras não, então terão que ser repetidas até que fiquem em parâmetros aceitáveis para que possa passar para a próxima missão, até que saia solo (sozinho) pela primeira vez. Após, fará as navegações (viagens) para alguns locais próximos e será liberado para fazer o tão sonhado check (prova prática). Cumprindo todos estes passos, sua primeira carteira (PP) será emitida. Enfim, você já é um piloto, mas não acaba aí.

Cessna 152 - pode ser usado para PP e PC

Cherokee, semelhante ao Tupi, ambos podem ser usados para PC e IFR

Logo depois vem o teórico do PC, que é obrigatório ser cursado em escola homologada. Neste curso você terá que mudar seu CMA para primeira classe (o CMA do PP era de segunda classe) e fará novamente tudo de novo: psicotécnico, psicológico, exames etc. Sendo aprovado na ANAC,  poderá iniciar seus voos de PC. Serão mais aproximadamente 100 horas de voo, entre navegações, instrução de IFR (voo por instrumentos) e multimotor (aeronave bimotor), devendo realizar 20 horas de simulador de voo por instrumentos, completando dessa forma 150 horas. Com isso, estará novamente pronto para o novo tão sonhado voo de check PC/IFR/Multi. Agora sim estará se formando um Piloto Profissional, ou seja, apto a voar com remuneração. Você, neste momento, deve estar achando: Só isso? Simples, mas ainda não finalizamos. Se pretender entrar em uma empresa aérea, existem mais alguns passos. Mesmo para a executiva este próximo passo é interessante e lhe dará uma boa base. Chama-se: Jet Trainner. É um curso com duração de 15 dias onde você utilizará um simulador de Boeing ou de Airbus (à sua escolha), sendo uma parte teórica e outra prática, com 20 horas de simulador, onde o aluno passará por situações de voo e aprenderá funções básicas das aeronaves (pousos monomotores, decolagens monomotores, sistemas de navegação, checks e briefings etc). Deverá também afinar o inglês e tirar o famoso ICAO (4 no mínimo), que é uma certificação internacional exigida de todo piloto que tenha a possibilidade de voar para fora do Brasil. Caso contrário, fica impedido de cruzar fronteiras. Ainda existem outros cursos a se fazer, não com tanta importância para ser selecionado, mas sim por conhecimento.

Sêneca - bimotor utilizado para horas de multi e IFR

Agora você estará apto a participar de alguma seleção, porém ainda não é tão fácil. Você tem apenas 150 horas de voo, e é aí que começam seus problemas. As oportunidades são extremamente restritas e você não voa porque não arruma emprego e não arruma emprego porque não tem horas de voo. Esta é a fase obscura da aviação, onde se faz o curso de INVA para entrar em um aeroclube e dar instrução de voo, assim como lhe foi dada quando voava como aluno, mas agora você será o instrutor. Alguns instrutores ficam até 4, 5 ou até mais anos neste emprego, ganhando um salário muito baixo para poder juntar horas de voo. É um caminho árduo, pois existem aeroclubes que tem 30 instrutores e a fila fica parada, porque não existem tantos alunos diariamente para voar, a ponto de fazerem mais do que uma ou duas horas por dia. Muitos passam o dia e não voam, e como ganham por hora voada, já sabe, nem preciso citar. O caminho é complicado, mas é aí onde se inicia. Alguns tem conhecimentos influentes e conseguem pular este passo, conseguem ser co-pilotos na executiva ou entrar em uma cia aérea logo de imediato, mas são poucos.

A crise financeira e política é a maior inimiga da aviação brasileira e mundial. Isto implica em demissões em massa das cias aéreas e vendas de aeronaves executivas, lotando assim o mercado de pilotos desempregados. E quando finalmente se abrem vagas, temos inúmeros pilotos experientes em concorrência com muitos outros que as vezes possuem apenas 250, ou até mesmo 500 horas de voo. A concorrência é acirrada.

Você deve estar se perguntando: "- Mas qual é o salario de um piloto?" Vou colocar abaixo os custos e variações salariais, todos aproximados, assim você terá uma boa base de custos e retornos da profissão.

Diante de tudo isso, você deve estar fazendo uma análise: "ser piloto não é nada daquilo que se diz no primeiro parágrafo ou o que todos pensam olhando de fora". É uma profissão comum como qualquer outra, porém, que o profissional realiza com amor, e não com visão financeira.

 Simulador IFR - para horas de PC

Simulador A320 - utilizado para Jet Trainner e também formação e treinamentos de pilotos de Companhias Aéreas

Acompanhe no vídeo abaixo o Comandante Marcos Pizzato e seu co piloto durante um procedimento de pouso em um Boeing 737. No vídeo ele mostra as funções de cada um com briefing e cross check. Note que não é possível identificar o momento do toque da aeronave ao solo, com técnica e perfeição que são conquistadas com experiência e amor pelo que se faz na profissão.

 

Custos aproximados de formação:

Teórico PP e PC/IFR ~ R$ 2.000,00 cada
Horas de voo PP ~ entre R$ 300,00 e R$ 400,00/hora
Horas de voo PC/IFR ~ entre R$ 300,00 e R$ 550,00/hora
Horas de voo Multi ~ entre R$ 1200,00 e 1400,00/hora
Horas de simulador IFR ~ R$ 120,00/hora
Jet Trainner ~ R$ 4.500,00
Taxas de provas ANAC ~ R$ 385,00 / prova teórica
Taxas de voo de check ~ R$ 300,00
CMA inicial ~  R$ 700,00 (com todos exames solicitados)
ICAO – Aulas de inglês preparatório ~ R$ 90,00/hora aula
Prova ICAO ~ R$ 1.100,00

Retornos durante a carreira

Os retornos financeiros podem ser interessantes, dependendo de onde se voa. Os parâmetros de salários são muito diferentes um do outro, mas vou tentar exemplificar diante de algumas informações obtidas.

Salários de Co-Pilotos em Cias Aéreas podem chegar a até R$ 12.000,00.

Salários de Comandantes em Cias Aéreas podem chegar a até R$ 28.000,00.

As variações podem ser de nacionais a internacionais, ou atuação em ponte aérea.

Já na executiva, as variações são maiores dependendo do caso, pois existem diversos tipos de atuações, sendo monomotores, cargas, bimotores, turbo hélices,  monomotores executivos, jatos executivos, voos de malotes, instrução etc...

Salários de Co-Pilotos variam entre R$ 2.000,00 e R$ 20.000,00.

Salários de Comandantes variam entre R$ 6.000,00 e 50.000,00.

Neste último caso, entram aqueles 10% citados no início da matéria, patamar que nem todos conseguem atingir. Estes são os que voam Falcon 7x, 8x, Global Express, Gulfstream, Legacy, Citation Sovereign, entre outros jatos executivos de alto luxo e performance. Já os menores salários, estão na instrução de voo em aeroclubes e pilotos de monomotores de carga como Caravan ou semelhantes.

Falcon 7X - Avaliado em aproximadamente R$ 120.000.000,00

Diante de tudo isso, a aviação pode ser muito interessante para todos, desde que voem com dedicação. Desde que voem pelo prazer e pela paixão pela aviação.

Bons voos!

Esse post foi editado em 20/06/2019 12:29

Marcelo Malucho

Piloto Executivo, Coach Comportamental, Open Ways Atividades Vivenciais.

Posts relacionados

27 May

Não Desista dos Seus Sonhos, Você Vai...

Por Marcelo Malucho

Ser comissária de Voo nunca foi meu sonho de infância, morava em uma cidade do interior e lá não...

28 Apr

Primeiro Passo - Você já deu seu pr...

Por Marcelo Malucho

Vídeo motivacional " Primeiro Passo " este é o primeiro vídeo motivacional do Tripulantes com a...


Comentários